22 de abr de 2015

10º BookCrossing Blogueiro - Minha participação

Conheci o BookCrossing Blogueiro na 9ª edição, apenas divulguei no Facebook e para não passar em branco dei um livrinho para uma garotinha. Este ano resolvi participar de maneira mais completa, com  uma postagem no blog como foi sugerido opcionalmente pelos idealizadores, saiba mais no blog Luz de Luma, Yes party!

Explicando rapidinho, a ideia dessa campanha é fazer os livros cumprirem sua função, ou seja, contar suas histórias para as pessoas, informar, inspirar...Livros engavetados e empoeirados na estante são livros sem vida...Já pensou que árvores são mortas para servir de matéria prima para livros que não cumprem sua função, que não são mais lidos? Triste, não é mesmo?
Sei que alguns livros são quase que impossíveis de deixar ir, mas a maioria pode sim voar para outras almas. Liberte-os!
Mrs. Dalloway, A hora da estrela e Éramos seis


Confesso que não foi fácil; sair por aí deixando livros em lugares pode parecer simples como jogar um papel na lata do lixo (livros não são lixo, no entanto lixo também pode ser de grande valia), mas para quem é meio tímida não foi tão simples assim. Aproveitei o feriado, não tinha tanta gente por aí de manhã e cumpri minha meta quando fui ao mercado. Acabei sendo observada por apenas uma pessoa que veio me avisar que havia esquecido um embrulho no carrinho do mercado (sem foto). Fiquei feliz com a atitude da mulher, expliquei que deixei de propósito e saí, não sei se ela mesma pegou ou não.


Soltei mais 2 livros com um bilhetinho, um na Casa Lotérica e outro num banquinho da pastelaria no mercado.



Enquanto estava ajeitando os livros senti uma certa tristeza, não por libertá-los, mas por não ter mais boa memória, que a maioria das histórias que li vida afora já foram apagadas de minha memória, restando apenas algumas vagas lembranças, mas tenho certeza de que eles de alguma forma vivem em mim pelas viagens e reflexões que me proporcionaram.
De qualquer forma é mais um bom motivo para dar asas a eles.
O Meu Pé de Laranja Lima, a primeira leitura que me fez refletir a dor


Os livros infantojuvenis da foto abaixo foram do meu filho e também libertarei em breve, em mãos mais que merecedoras que farão bom uso com certeza! Levarei para uma das pessoas mais encantadoras e sábias que conheci, alguém que admiro muito apesar de não ver há muito tempo, é um desafio para mim procurá-la e cumprir o que prometi um dia, que voltaria para visitá-la.
 

A semana do BookCrossing vai até dia 23 de Abril, mas todo dia é dia para libertar um livro e quem saber fazer alguém mais feliz com uma nova história, novas reflexões e horizontes.

Abraço para todos que passarem por aqui!

PS: Pensando...acho que libertei um livro que era emprestado...Ainda bem que quem emprestou certamente vai entender.




7 comentários:

  1. Oi, Dalva!
    Tomara que a pessoa que te emprestou o livro compreenda. Quem não entende os princípios do BookCrossing, acha loucura "abandonar" os livros.
    Seu filho pode participar da versão kids do BookCrossing Blogueiro. Quando libertar os livros, avisa para adicionar na lista.
    A forma como embalou os livros, parecendo com presentes, deixo-os chamativos e atraentes para serem resgatados!
    Obrigada por participar!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  2. Dalva, que legal tua participação, emocionada ao libertar os livros. E as pessoas ainda avisam o "esquecimento"!,rs Só não sei se o livro que era emprestado, agradará a dona,rs Tu és danadinha! Um lindo dia! bjs, tuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Eu também comecei muito timidamente, desapegando quase sem querer desapegar kkk Depois ficava quase constrangida em deixar livros pelos lugares da cidade... Pensando bem, ainda fico constrangida, me pego pensando se alguém vai amar esses livros como eu amei, espero que sim.

    Ah, também já me ocorreu da pessoa pegar o livro e vim me devolver e eu explicar a ela do que se tratava, me identifiquei e me vi nesse seu post.

    ResponderExcluir
  4. Oi Dalva, é a Vi, é verdade são tantas historias que as vezes nem lembramos mais do enredo, mas tem aquelas que marcaram, e dessas a gente lembra como se fosse parte da nossa historia.
    Obrigada por responder a pesquisa no Tacho, beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Dalva, é a Vi, passando para lhe desejar uma ótima semana.
    Beijos,Vi

    ResponderExcluir
  6. Dalva, lindo e feliz domingo das mães pra ti! beijos,tuuuuuuuuuuudo de bom! chica

    ResponderExcluir
  7. Oi Dalva, é a Vi, obrigada pelo carinho lá no Tacho.
    Bom fim de semana, beijos,Vi

    ResponderExcluir